quinta-feira, 19 de julho de 2012

La Belle- Obra do pintor Marcelo Accarini























Célia Pires


Com o coração nas mãos pronto para ser ofertado ela o ama!Sem artificios.
Mas não é a incerteza da reciprocidade que a atormenta.E sim, se ele virá.
E essa espera atroz deixa seus gestos congelados
O sorriso apagado.Os olhos perdidos num ponto qualquer.
A voz emudecida, embora um lamento’grite’ em seu intimo.
Pergunta-se: a vida é uma Armadilha?
Caminha quilômetros e quilômetros pela estrada do tormento sem dar um único passo.Mas o amor que sente a aquece, conforta, acolhe e no momento seguinte encontra se consigo mesma e não mais perdida num agonizante labirinto. O caminho leve. Sente que poderia ser a guardiã de todos os segredos do mundo!
Mas então por que uma pergunta se insinua em sua mente: Quem não sou eu?E por um instante permite-se não enxergar a própria face. Está nua, despida até das emoções. Mas nada é vazio.Como uma benção uma revelação se faz: ela é o que acredita ser: La Belle!A Bela!
Magicamente, o sorriso se acende e a felicidade se espalha.
Sim, a vida é ela e pode ser como ela: bela...











Um comentário:

  1. Não importa o momento! A vida sempre será bela ... Obrigado pelo carinho de sempre ...

    bjão

    ResponderExcluir