sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Seu Mar...





Vou descobrindo que você é simplesmente aquilo que pinta em suas obras:
Belo.
Verdadeiro.
Único.
A felicidade,talvez, resida nesse pintar.
Nesse criar.
Mas não pense que a satisfação,o gozo é somente seu.
Uma obra,uma vez criada,pertence ao Universo.
Muitas vezes essa obra nos deixa com lágrimas nos olhos.
Com prenúncios de doces sorrisos
Com as mãos molhadas de seu Mar...
Essas obras sempre me fizeram sonhar
Com medo de me afogar em dor
Parei com o sonho
Não adiantou.
Coloquei os pés no chão
Mas você continuou aqui.
Continua aqui!
Dentro de mim como uma obra pintada com tintas eternas
Não tenho mais segredo e confesso: te amo.
Te adoro.
Meu rio não tem pressa.
Segue seu curso deslizando em correntezas de alegria.
Pra que tanta pressa se o meu rio
só quer saber de desaguar em seu mar, no seu Mar...



video

Nenhum comentário:

Postar um comentário